Movimento pela redução dos salários dos vereadores agita Bandeirantes

CONVOCAMOS A TODOS OS CIDADÃOS BANDEIRANTENSES PARA SE MOBILIZAR EM PROL DA REDUÇÃO DO SALÁRIO DOS VEREADORES. No dia 28/09 todos que assinarem a MINUTA de REDUÇÃO DO SALÁRIO DOS MUNICIPAL, estão CONVOCADOS a comparecerem na CÂMARA DOS VEREADORES às 17h30min para exercer suas funções de cidadão. Para Acabarmos com esses salários exorbitantes que pagamos […]

CONVOCAMOS A TODOS OS CIDADÃOS BANDEIRANTENSES PARA SE MOBILIZAR EM PROL DA REDUÇÃO DO SALÁRIO DOS VEREADORES.

No dia 28/09 todos que assinarem a MINUTA de REDUÇÃO DO SALÁRIO DOS MUNICIPAL, estão CONVOCADOS a comparecerem na CÂMARA DOS VEREADORES às 17h30min para exercer suas funções de cidadão.

Para Acabarmos com esses salários exorbitantes que pagamos para os vereadores, precisamos de duas coisas fundamentais:
*ASSINATURA DA MINUTA
*PRESSÃO NA CÂMARA MUNICIPAL NA DATA MARCADA

Vamos lutar por um município mais justo. Segue abaixo mais detalhes sobre a MINUTA:

O documento tem o interesse por reduzir o salário dos vereadores de Bandeirantes/PR para o salário mínimo regional de R$ 1.070,33 que é pago para os Trabalhadores de Serviços Administrativos, e outras funções, e manter os salários dos outros setores ligados ao serviço municipal.
A constituição federal estabelece que a fixação da remuneração dos vereadores de cada município compete a respectiva câmara municipal, observados os limites constitucionais. Entretanto, diante de um fato recentemente ocorrido, qual seja, a implementação de um aumento de 5% no salário dos vereadores em um período onde todo o país enfrenta uma crise econômica, e em um momento legislativo que difere daquele constitucionalmente previsto, a população bandeirantense, aqui representada pelos signatários do projeto, entendeu por bem fazer uso dos direitos que lhe são inerentes, na qualidade de cidadãos, demonstrando a sua insatisfação com o atual valor destinado a remuneração dos vereadores, considerando-o exorbitante para o exercício da função, em especial, em um momento de crise. Exige-se, assim, a imediata revisão de tal valor, motivo pelo qual propomos esta significativa, porém, justa redução de subsídios, a qual esperamos que seja acatada em nome do sagrado princípio da democracia representativa, segundo o qual, nos termos da constituição federal, o povo é o titular de todo o poder e o exerce por meio de seus representantes. Dessa forma, nós, povo de Bandeirantes, no uso de nossa atribuição constitucional de legítimos detentores do poder, exigimos, dos nossos representantes, os senhores (as) vereadores (as), que façam cumprir a nossa vontade e procedam a revisão e redução de seus subsídios, a fim de destinar os recursos para melhor atender as necessidades da população em meio à crise.

Link do Convite: PARTICIPE!!!

4 comments

  1. Paulo Rensi

    Sobre o número “EXORBITANTE” de vereadores na Câmara ninguém fala nada ? Porque? Façam uma análise de quantas Leis que os vereadores “construíram” nessas duas últimas legislaturas. Acho que projeto de lei que dá nome de rua e título de cidadão não beneficia a população. TENTEM “ENXERGAR” ISSO !!!

  2. Paulo Rensi

    Ah! CUIDADO! Pois vocês vão escutar que o número de TREZE vereadores é que eles estão CUMPRINDO A LEI.
    A LEI MAIOR que rege sobre o número de vereadores consta no Art. 29, inc. IV da CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL, onde cita:
    Art. 29. O Município reger-se-á por lei orgânica, votada em dois turnos, com o interstício mínimo de dez dias, e aprovada por dois terços dos membros da Câmara Municipal, que a promulgará, atendidos os princípios estabelecidos nesta Constituição, na Constituição do respectivo Estado e os seguintes preceitos:
    IV – para a composição das Câmaras Municipais, será observado o LIMITE MÁXIMO de: (Redação dada pela Emenda Constituição Constitucional nº 58, de 2009) (Produção de efeito) (Vide ADIN 4307)
    a) 9 (nove) Vereadores, nos Municípios de até 15.000 (quinze mil) habitantes; (Redação dada pela Emenda Constituição Constitucional nº 58, de 2009)
    b) 11 (onze) Vereadores, nos Municípios de mais de 15.000 (quinze mil) habitantes e de até 30.000 (trinta mil) habitantes; (Redação dada pela Emenda Constituição Constitucional nº 58, de 2009)
    c) 13 (treze) Vereadores, nos Municípios com mais de 30.000 (trinta mil) habitantes e de até 50.000 (cinquenta mil) habitantes; (Redação dada pela Emenda Constituição Constitucional nº 58, de 2009)
    d) 15 (quinze) Vereadores, nos Municípios de mais de 50.000 (cinquenta mil) habitantes e de até 80.000 (oitenta mil) habitantes; (Incluída pela Emenda Constituição Constitucional nº 58, de 2009)
    É importante ENXERGAR no inc. IV – “para a composição das Câmaras Municipais, será observado o LIMITE MÁXIMO de”. Coloquei o termo “LIMITE MÁXIMO” em letras maiúsculas para não passar despercebido aos leitores. No caso se os vereadores votarem que a Câmara será com TRÊS, ou CINCO, ou SETE vereadores não estarão DESCUMPRINDO A CONSTITUIÇÃO.
    Perguntem a eles se leram direito a LEI que determina o número de vereadores.
    NÃO VOU VESTIR-ME COM A PELE DA SOBERBA E DETERMINAR QUAL O NÚMERO DE VEREADORES QUE DEVE COMPOR A CÂMARA, OU QUAL O VALOR DO SUBSÍDIO QUE DEVE SER PAGO.
    VAMOS FAZER UM LEVANTAMENTO DO RESULTADO DO TRABALHO DELES, A PARTIR DAÍ PODE-SE TOMAR DECISÕES IMPARCIAIS.
    Ah! Mais uma coisa, a função do vereador não é prestar ajuda ao cidadão, ou como muitos dizem:
    ELE QUEBROU MEU GALHO !!!
    Para esses vai uma advertência:
    VEREADOR NÃO É MACACO GORDO PARA “QUEBRAR GALHO” !!!

  3. Paulo Rensi

    As noticias veiculadas sobre o momento econômico do Brasil não são alvissareiras. Diante dessa realidade, gostaria de fazer algumas colocações.
    A noticia e o chamado para que os leitores deste veiculo de comunicação, participem da reunião ordinária do dia 28 próximo na Câmara Municipal, com o intuito de que os Edis cedam à pressão e aceitem sua redução de salários, ou melhor subsídios.
    Ocorre que naquela Casa de Leis, ou Casa do Povo, não há somente excesso de gastos monetários, mas há um excesso de gastos de energia. Explico: Na sessão de hoje, o Edil “Marquinhos da Lallup”, usou da prerrogativa do Grande Expediente, onde citou que o semáforo da BR369, localizado às margens do Córrego das Antas, e que sua localização apresenta uma insegurança aos condutores dos veículos, pois no período noturno aumenta-se o risco de assalto.
    Note que o Edil, está tratando de uma situação pontual. Imaginem se os Edis, cumprindo a sua função de fiscalizar o Executivo, tivessem exigido do Gestor público um projeto do plano viário da sede do município, para ser discutido e votado a sua implantação. Garanto que esse tempo e energia dos Nobres Edis, estariam sendo gastas em ações mais produtivas.
    Os moradores e motoristas do município sabem do que estou falando. No semáforo da esquina do Sicredi, os motoristas que descem a Rua José Mario Junqueira, aguardam o sinal verde com as rodas traseiras do veiculo em cima de uma lombada. Tudo bem, nós já acostumamos com o bizarro, mas qual o juízo que um visitante faz das nossas autoridades e do povo que aceita “mansamente essas bizarrices”
    ACHO QUE DEVEMOS PENSAR SOBRE …!!!

  4. Paulo Rensi

    Quando perguntada pelo entrevistador se o Legislativo municipal iria participar do protesto pacífico que a Prefeitura de Bandeirante irá realizar no próximo dia 21, como disse o gestor público,“ipsis literis”: “no intuito de informar e alertar a população de Bandeirantes e toda a região pelas muitas dificuldades que as prefeituras estão passando”.
    Palavras da Presidenta da Câmara de Bandeirantes, Sonia Zambone:
    “O Poder Legislativo também vendo a situação do nosso município… é de não protesto, mas participar desse manifesto, que vai mostrar a nossa comunidade, o povo de bandeirantes, bandeirantenses tem que saber o que nós estamos vivendo, a crise está aí, todos vivem uma dificuldade muito grande e nós através do legislativo e todos os vereadores vamos ser solidários aos municípios”.
    Essas palavras foram ditas no programa da Rádio Cabiúna desta cidade, na 2ª edição Jornal Operação Cidade, a fala da Presidenta da Câmara encontra-se no minuto 5 em diante e o link é: http://www.radiocabiuna.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=14014:prefeito-celso-fala-da-crise-financeira-que-afeta-municipios&catid=90:geral&Itemid=521
    Espero que Deus ajude a Presidenta do Legislativo Municipal e a mantenha na linha do bom senso e, quando chegar o dia 28/09, quando alguns cidadãos lhe pedirem para que diminuam os seus salários, ela lembre-se desse discurso e atitude “solidária” que ela tomou em relação ao Executivo municipal. Afinal é o Município de Bandeirantes, através do suor de seus munícipes, é que pagam os seus salários, que inclusive foram aumentados por uma Lei que os próprios vereadores aprovaram recentemente.
    COMO ? A CRÍSE NÃO ESTÁ AÍ ??
    É VOCÊ QUE ESTÁ DIZENDO … PRESIDENTA !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *